O futuro da mídia é?

Essa foi uma dica do Bruno Brant.

O artigo usa o estudo de caso da Glam e da i-village, dois sites especializados no público feminino, para mostrar qual o futuro da mídia.

Enquanto a i-village adota o modelo tradicional, onde a instituição produz o material midiático e o público consome, a Glam utiliza um modelo em que o público produz e consome o material midiático enquanto a instituição se concentra na “gestão” da rede social, inclusive dividindo seus lucros com os maiores colaboradores.

i-village era a líder absoluta do mercado mas murchou rapidamente depois que a Glam ofereceu seus serviços com o modelo baseado em rede.

Veja o gráfico onde o amarelo é a i-village, o rosa é a Glam, os círculos dentro do círculo grande são áreas de conteúdo (astrologia, culinária, moda e todo resto que as mulheres gostam). O amarelo escuro são as áreas de propriedade e administração exclusiva do site, enquanto o roxo representa os blogs e conteúdos postados por parceiros (no caso da Glam, os parceiros são os próprios usuários).

 

Perceba que a Glam é uma rede de vários sites independentes! Aí estão as chaves de seu sucesso: colaboração em massa, agilidade, interação entre os usuários, colaboração!

Veja o artigo completo –> Glam, the success of the network!

Moral da história: O futuro da mídia é menos relacionada ao produto e mais relacionada à rede!

(…the future of media is less about products and more about networks)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alteração )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alteração )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alteração )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alteração )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: